Tomar e o Projecto Templário

Tomar, à imagem de outras cidades consagradas, como Roma, Constantinopla ou até Lisboa, anda associada a sete colinas, como é o caso da intitulada Mata dos Sete Montes, palco dos conclaves iniciáticos dos templários e alegado refúgio para o seu enigmático tesouro. Uma tal sacralidade, sancionada pela geomorfologia, foi sendo povoada por elementos edificados, que a potenciaram como o reflexo imaginal do pólo teofânico conjuntamente venerado por  Judeus, Cristãos e Muçulmanos: a Cidade Santa de Jerusalém.Tomar, essa Canaã em que as figueiras, as romanzeiras e as oliveiras se dão em harmonia (Deuteronómio, VIII, 8), é um prenúncio da Alegria, da Dor e da Graça portuguesas.