O Mosteiro da Batalha

O projecto templário e o império português

Praticamente desde os seus alvores foi atribuído à dinastia de Avis (ou da Ave, isto é, do Paracleto!) um papel providencial que a propaganda, porventura mais sistemática a partir do reinado de D. Duarte, acabaria por sancionar, na intenção de operar uma sanctio dinástica in persona conditoris. Não terá, porém, sido despiciendo o contributo do próprio D. João na fixação da sua imagem como predestinado, messias, herói e santo.