Laranjinha


 

          O recinto de jogo é perfeitamente plano e liso, com 25 a 30 m de comprimento. Numa das extremidades existe um pequeno fosso transversal. Um meco ou uma laranjinha são colocados sobre um tabuleiro de mármore, distante cerca de um metro do eixo do fosso, para servir de alvo, existindo raias no centro do recinto, para assinalar os locais a partir dos quais poderão ser lançadas as bolas. Tira-se à sorte a ordem dos ensaios, isto é a ordem pela qual os jogadores (ou as equipas) lançarão cada uma das duas bolas (com cerca de 10 cm de diâmetro e 1400 g de peso máximo) de que dispõem. O jogo inicia-se com os jogadores no centro do recinto, tentando colocar as bolas o mais perto possível do alvo ou, eventualmente, afastar as dos adversários da proximidade dele, sem cair no fosso. A primeira bola é obrigatoriamente pointée, quer dizer o jogador deve lançá-la fazendo-a rolar. A segunda poderá ser tirée, quer dizer, lançada ao ar para cair directamente em cima da bola de um competidor, que se procura afastar do alvo, ou em cima do próprio alvo, para o fazer mudar de lugar. A bola que cair no fosso fica morta, não participando na contagem final dos pontos. É permitido jogar utilizando as tabelas. O vencedor de cada lance é o jogador cuja bola se encontrar mais próxima do meco ou laranjinha. Marca então dois pontos, equivalendo a um ponto a segunda bola melhor posicionada. O vencedor da partida é o jogador ou a equipa que primeiro atingir o número total de pontos previamente convencionado (11, 13 ou 15 pontos) ou somar mais pontos ao fim de determinado número de jogadas ou lançamentos.